Obs*

Não pense que escrevo aqui o meu mais íntimo segredo, pois há segredos que eu não conto nem a mim mesma ~Escrevo coisas que sinto.. coisas que tenho .. Misturando tudo com um pouco de imaginação, fantasia, realidade e criatividade... Por Favor ao divulgar textos de minha autoria .. Colocar os Créditos Devido. - As mensagens, texto, frases e imagens.. Contidas nesse Blog algumas são de minha autoria.. Outras são coisas que li que vi e gostei e é claro Copiei .. Dando a elas o devido mérito ... Bom assim que seguir o meu blog deixar um Comentário .. Thank you! .. Bem vidas também são as Críticas e Elogios.. O mais Importante é a sua Opinião ... Contato: katty.greff@hotmail.com ... Qualquer erro é mera distração ... Obrigada e volte Sempre!

terça-feira, 28 de setembro de 2010

OLHA O OLHO DA MENINA

Menina crescia escutando que não adiantava mentir porque Mãe sempre sabia.
Mãe dizia que lia na testa da Menina, e que só Mãe sabia ler testa.
Menina tentava tapar a testa com a mão na hora de mentir.
Mãe achava graça. Muita graça. E continuava lendo assim mesmo.
Menina precisava entender como essa coisa misteriosa acontecia.
No espelho do banheiro, mentia muito em silêncio.
E na testa, nada escrito! ...
Aí, Menina descobriu que Mãe também mentia.
E que então não era testa era o olho, com um brilho diferente, que entregava a mentira.
Menina então tentava fechar o olho com força, para esconder a mentira.
Mas nem isso resolvia, pois Mãe sempre adivinhava.
Menina tinha era que aprender a fingir de olho aberto, que mentira era verdade.
Menina tentou, tentou... e aprendeu. Era essa a solução.
Mas de noite, Menina ficava apertada por dentro.
Assim meio sufocada, não podia nem piscar.
Com o olho muito aberto, não conseguia dormir.
Faltava ar pra Menina.
Igual quando a gente fica quase sem respirar rindo de uma cosquinha.
Só que não tinha graça.
Menina - sem querer - tinha descoberto a Consciência, uma coisa que toma conta da gente mesmo quando Mãe não está lendo a testa, nem adivinhando olho.
Menina tinha aprendido que ter que fingir doía.
E que desse jeito ia ficar muito sem graça ser gente grande.
Menina desistiu de crescer. Mas não adiantava.
Menina via que agora já estava quase da altura do móvel da sala da vovó.
E ficava muito triste, o aperto apertando mais.
E de tanto que o aperto apertava,
Menina achou que fingir só podia doer tanto porque era dor sozinha.
Menina teve uma idéia. E ainda não sabia se era idéia brilhante.
Mas sabia - isso sim - que precisava testar, pra conseguir descobrir.
A idéia da Menina foi dizer para Mãe que era difícil fingir.
Menina achava ruim aprender montes de coisas sem dividir com ninguém.
Menina falou pra Mãe que era muito complicado e que não era nada bom ter que crescer sozinha.
Mãe abraçou muito apertado a Menina.
E no colo tão esperado Menina estava sendo mãe da Mãe.
Menina sentiu que mãe estava chorando.
E que Mãe ainda não tinha aprendido tudo.
Mãe não falava nada mas uma e outra sabiam naquele abraço apertado que em Mãe também doía ser gente grande sozinha.
Nessa hora Menina entendeu tudinho.
Descobriu que só carinho é que espanta a solidão.
E que a dor, se dividida, fica dor menos doída.
E que aí, dá até vontade de continuar a crescer, pra descobrir o resto das coisas.

O FILHO PREFERIDO !

Certa vez perguntaram a uma mãe qual era seu filho preferido, aquele que ela mais amava. E ela, deixando entrever um sorriso, respondeu:
- Nada é mais volúvel que um coração de mãe. E, como mãe, lhe respondo: o filho dileto, aquele a quem me dedico de corpo e alma,  

É o meu filho doente, até que sare.  
O que partiu, até que volte.  
O que está cansado, até que descanse. 
 O que está com fome, até que se alimente.  
O que está com sede, até que beba.  
O que está estudando, até que aprenda.  
O que está nu, até que se vista. 
 O que não trabalha, até que se empregue.  
O que namora, até que se case. 
O que casa, até que conviva.  
O que é pai, até que os crie.  
O que prometeu, até que se cumpra. 
 O que deve, até que pague.  
O que chora, até que cale.  
E já com o semblante bem distante daquele sorriso, completou:
- o que já me deixou, até que o reencontre. 

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Superando seus limites

As pessoas que fazem diferença neste mundo são aquelas que acordam, procuram pelas circunstâncias que querem...
Não esperam que as coisas aconteçam, mas fazem as coisas acontecerem.
Quem escolhe o caminho da diferença, faz a diferença.
No entanto a maioria, leva uma vida que não gostaria...
Ao invés de conduzir sua vida, o que fazem?
Estão sempre culpando suas circunstâncias, se sentem vítima, refém, prisioneiros de seu destino.
Vivem uma vida limitada, em trabalhos que não motivam, mal remunerados, relacionamentos tóxicos, vazios ou um tédio interminável.
Então, qual é a solução?
É fazer as coisas de forma diferente, ver com outros olhos!!!!
Muitos fazem as coisas da mesma maneira e esperam que os resultados sejam diferentes.
É preciso deixar as experiências velhas de lado pra deixar chegar as novas.
Mas, para isso, você precisa superar suas próprias limitações...
Seus medos...
Inseguranças....
Desmotivação....
E, principalmente, seus pensamentos limitadores...
Jogue fora o "não consigo", "não posso", "não sou capaz"...
Tudo é uma questão de decisão, de escolha.
Você pode deixar de ser uma criatura impotente diante da vida e assumir o papel de criador e transformador de sua realidade...
Que tal começar a tentar hoje?

O tempo passa rápido demais


Uma tarde, o neto conversava com seu avô sobre os acontecimentos e, de repente, perguntou:
- Quantos anos você tem, vovô?
E o avô respondeu:
- Bem, deixa-me pensar um pouco... Nasci antes da televisão, das vacinas contra a pólio, comidas congeladas, foto copiadora, lentes de contato e pílula anticoncepcional.
Não existiam radares, cartões de crédito, raio laser nem patins on line.
Não se havia inventado ar-condicionado, lavadora, secadora (as roupas simplesmente secavam ao vento).
O homem nem havia chegado à lua, "gay" era uma palavra inglesa que significava uma pessoa contente, alegre e divertida, não homossexual.
Das lésbicas, nunca havíamos ouvido falar e rapazes não usavam piercings.
Nasci antes do computador, duplas carreiras universitárias e terapias de grupo.
Até completar 25 anos, chamava cada homem de "senhor" e cada mulher de "senhora" ou "senhorita".
No meu tempo, virgindade não produzia câncer.
Ensinaram-nos a diferenciar o bem do mal, a sermos responsáveis pelos nossos atos.
Acreditávamos que "comida rápida" era o que a gente comia quando estava com pressa.
Ter um bom relacionamento, era dar-se bem com os primos e amigos.
Tempo compartilhado, significava que a família compartilhava férias juntas.
Não se conhecia telefone sem fio e muito menos celulares.
Nunca havíamos ouvido falar de música estereofônica, rádios FM, fitas cassetes, CDs, DVDs, máquinas de escrever elétricas, calculadoras (nem as mecânicas, quanto mais as portáteis).
"Notebook" era um livreto de anotações.
Aos relógios se dava corda a cada dia.
Não existia nada digital, nem relógios nem indicadores com números luminosos dos marcadores de jogos, nem as máquinas.
Falando em máquinas, não existiam cafeteiras automáticas, micro-ondas nem rádio-relógios-despertadores.
Para não falar dos videocassetes ou das filmadoras de vídeo.
As fotos não eram instantâneas e nem coloridas. Havia somente em branco e preto e a revelação demorava mais de três dias. As de cores não existiam e quando apareceram, sua revelação era muito cara e demorada.
Havia casas onde se compravam coisas por 5 e 10 centavos. Os sorvetes, as passagens de ônibus e os refrigerantes, tudo custava 10 centavos.
No meu tempo, "erva" era algo que se cortava e não se fumava.
"Hardware" era uma ferramenta e "software" não existia.
Fomos a última geração que acreditou que uma senhora precisava de um marido para ter um filho.
Agora me diga quantos anos acha que tenho?
- Hiii... vovô... mais de 200!, falou o neto.
- Não, querido, somente 58.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Eu acredito nas pessoas....

Especialmente naquelas em que habita algo mais que a humanidade.
Aquelas que, às vezes, a gente confunde com anjos e outras entidades divinas...
Falo daquelas pessoas que existem em nossas vidas e enchem nosso espaço com pequenas alegrias e grandes atitudes...
Daquelas que te olham nos olhos quando precisam ser verdadeiras, que tecem elogios, agradecem e pedem desculpas com a mesma simplicidade de uma criança...
Pessoas que não precisam fazer jogos para conseguir o que buscam, porque seus desejos são realizados por suas ações e reações, não por seus caprichos...
Pessoas que fazem o bem e se protegem do mal, apenas com um sorriso, uma palavra, um beijo, um abraço, uma oração...
Pessoas que atravessam as ruas, sem medo da luz que existe nelas, caminham firmes e levantam a cabeça em momentos de puro desespero...
Pessoas que erram mais do que acertam, aprendem mais do que ensinam e vivem mais do que sonham...
Pessoas que cuidam do seu corpo, porque este os acompanhará até o fim.
Não ficam julgando gordos ou magros, negros ou brancos...
Pessoas, simplesmente pessoas, que nem sempre têm certeza de tudo, mas acreditam sempre. Transparentes, amigas, espontâneas, até mesmo ingênuas...
Prefiro acreditar em relacionamentos baseados em confiança, serenidade, humildade e sinceridade...
Prefiro acreditar naqueles encontros, que nos transmitem paz e um pouco de gratidão...
Prefiro acreditar em homens e mulheres, que reverenciam a vida com a mesma intensidade de um grande amor...
Que passam pela Terra e deixam suas marcas, suas lembranças, que deixam saudades e não apenas rastros...
Homens e mulheres que habitam o perfeito universo e a perfeita ordem nele existente...
Homens e mulheres de alma limpa e puros de coração.

Tudo o que eu preciso



Tudo o que eu preciso pra viver carrego sem ocupar as mãos.
Tudo o que eu preciso pra ser feliz não se transporta numa caixa, não se guarda numa na bolsa, nem pesa nos ombros.
Carrego comigo o que é possível pra me movimentar livre, nesse mundo tão cheio de coisas.
As coisas que eu carrego não têm peso, nem forma, nem volume.
São coisas que me alimentam sem que eu precise comer.
Que me locomovem sem que eu precise caminhar.
Que me alegram sem que eu precise comprar.
Carrego comigo a sabedoria herdada do meu senhor Jesus.
A dignidade conquistada com o meu trabalho.
As lições aprendidas na dor.
O amor dos meus afetos.
E a força da minha fé.
Com isso eu posso ir mais longe do que qualquer viajante carregado de bagagem.
Assim fica mais fácil viver e andar por aí.
Porque coisas ocupam espaços, atravancam caminhos, bloqueiam a visão.
As coisas que não cabem no coração, pesam nos braços.
Por isso eu carrego só coisas que caibam aqui, nos sonhos que eu inventei pra ser feliz.

Oportunidades únicas


Esta mensagem é de um relato do grande navegador Amir Klink:
Depois de ter realizado uma de suas expedições à Antártida, ele escreveu o seguinte no diário de bordo:
"Já ancorado na Antártida, ouvi ruídos que pareciam de fritura. Será que até aqui existem chineses fritando pastéis? Eram cristais de água doce congelada que faziam aquele som quando entravam em contato com a água salgada. O efeito visual era belíssimo. Pensei em fotografar, mas falei pra mim mesmo: Calma, você terá muito tempo pra isso".
Daí, nos 367 dias que se seguiram, adivinhe o que aconteceu?
O fenômeno dos cristais de água doce entrando em contato com a água salgada não se repetiu.
Isso só fez provar que algumas oportunidades são únicas na vida.
É como diz o monge budista, Dalai Lama:
Só existem dois dias no ano em que nada pode ser feito: um se chama ontem e o outro, amanhã.
Portanto, hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e, principalmente, viver!
Aproveite a semana para exercitar a sua capacidade de viver intensamente o dia de hoje!

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Algumas frases..


"O mundo está nas mãos daqueles que têm a coragem de sonhar e de correr o risco de viver seus sonhos." (Paulo Coelho)

"Não ligo que me olhem da cabeça aos pés.. porque nunca farão minha cabeça e nunca chegarão aos meus pés" Bob Marley

Ninguém nasce pra perder ou sofrer nesta vida, nascemos pra lutar, aprender, cair, levantar e vencer! Verônica Medeiros

Eu sou uma espécie quase em extinção: eu acredito nas pessoas. Tati Bernadi

 Dê valor as coisas enquanto as possui, pois sentir saudade não é motivo suficiente para tê-las de volta.

Mulheres não mentem... ... Elas apenas enfeitam a verdade...

Meus Defeitos não são segredos! Pobre de quem tem secretos os seus defeitos, pois nunca poderá ser ajudado! Path Rosalino

Mesmo que não escrevas livros,és um escritor da tua vida.Mesmo q não sejas Van Gogh,podes fazer de tua vida Uma Obra de Arte !

Bonito mesmo é essa coisa da vida: um dia, quando menos se espera, a gente se supera. E chega mais perto de ser quem - na verdade -a gente é..

Me prendi entre teus dedos,quando peguei na tua mão Eu me tornei vc tão cedo,quando senti teu coração Batendo junto ao meu,Como se fosse meu.

 Quem insiste em julgar os outros sempre tem alguma coisa pra esconder

Você conhece a pessoa, conhece seus defeitos e passa a aceitá-los. isso é amor. 
 

...

Pouca coisa é necessária para transformar inteiramente uma vida:

amor no coração e sorriso nos lábios.

Um pedaçãoOo de mim...


Tempo bom que faz a gente  participa de festinhas de escola. 
Comprar fantasias pro carnaval, quadrilha... Mandar dinheiro pra comprar lembrancinhas pro dias das mães ou dos pais, sair no meio  da tarde pra pegar um lugar na frente e assim poder enxergar melhor a apresentação do seu filhote, que por muitas vezes fica ali imóvel estático, mas aquilo arrepia a pele e os olhos começam a marejar.
É... a escola tem dessas coisas, eles começam a aprender que a vida tem muito mais que a casa dos pais e a barra da saia da mãe (ok, eu não uso saia, mas ele agarra na minha perna quando não quer me largar). Mas ele só se sentem seguros porquê sabem que no final da aula a gente vai ta lá para buscá-lo e isso fica claro no grande sorriso que brota, primeiramente, dos olhos quando eles enxergam os seus. Nossa como tudo isso é bom.. Meu Filho pode dizer isso ..com a boca cheia .. e com o coração cheio de orgulho ..

Espelho.


"O mundo é como um espelho que devolve a cada pessoa o reflexo de seus próprios pensamentos.
A maneira como você encara a vida é que faz toda diferença."





totoso...


"amor que se dedica

amor que não se explica

até quando se vai
parece que ainda fica
olhando vc sair
sabendo que vai cair
deixar que saia
deixar que caia

por mais que vá sofrer

é o jeito de aprender

e o teu caminho
só vc vai percorrer

se vc vence eu venço

se vc perde eu perco

e nada posso fazer
só deixar vc viver
só olhar vc aprender
só olhar vc crescer
só olhar vc amar...."


...

O correr da vida embrulha tudo.
A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta.
O que ela quer da gente é coragem.

Decorando a alma...

"Aprende que não importa em quantos pedaços seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte.
Aprende que o tempo não é algo que possa voltar.
Portanto, plante seu jardim e decore sua alma, em vez de esperar que alguém lhe traga flores."

O que faz você feliz?


Banho de mangueira
Aquela comida caseira
Arroz com feijão, brincar a tarde inteira
O molho do macarrão
Ou é o cheiro da cebola fritando que faz você feliz?
O que faz você feliz????

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Aprendi e decidi


E assim, depois de muito esperar, num dia como outro qualquer, decidi triunfar...
Decidi não esperar as oportunidades e sim, eu mesmo buscá-las.
Decidi ver cada problema como uma oportunidade de encontrar uma solução.
Decidi ver cada deserto como uma possibilidade de encontrar um oásis.
Decidi ver cada noite como um mistério a resolver.
Decidi ver cada dia como uma nova oportunidade de ser feliz.
Naquele dia descobri que meu único rival não era mais que minhas próprias limitações e que enfrentá-las era a única e melhor forma de as superar.
Naquele dia, descobri que eu não era o melhor e que talvez eu nunca tivesse sido.
Deixei de me importar com quem ganha ou perde.
Agora me importa simplesmente saber melhor o que fazer.
Aprendi que o difícil não é chegar lá em cima, e sim deixar de subir.
Aprendi que o melhor triunfo é poder chamar alguém de"amigo".
Descobri que o amor é mais que um simples estado de enamoramento, "o amor é uma filosofia de vida".
Naquele dia, deixei de ser um reflexo dos meus escassos triunfos passados e passei a ser uma tênue luz no presente.
Aprendi que de nada serve ser luz se não iluminar o caminho dos demais.
Naquele dia, decidi trocar tantas coisas...
Naquele dia, aprendi que os sonhos existem para tornar-se realidade.
E desde aquele dia já não durmo para descansar...
Simplesmente durmo para sonhar. 

"Ser feliz ou ter razão?"


Para reflexão...

Oito da noite, numa avenida movimentada.
O casal já está atrasado para jantar na casa de uns amigos.
O endereço é novo e ela consultou no mapa antes de sair.
Ele conduz o carro.
Ela orienta e pede para que vire, na próxima rua, à esquerda.
Ele tem certeza de que é à direita.
Discutem. percebendo que além de atrasados, poderiam ficar mal-humorados, ela deixa que ele decida.
Ele vira à direita e percebe, então, que estava errado.
Embora com dificuldade, admite que insistiu no caminho errado, enquanto faz o retorno.
Ela sorri e diz que não há nenhum problema se chegarem alguns minutos atrasados.
Mas ele ainda quer saber:
- Se tinha tanta certeza de que eu estava indo pelo caminho errado, devia ter insistido um pouco mais...
E ela diz:
- Entre ter razão e ser feliz, prefiro ser feliz.
Estávamos à beira de uma discussão, se eu insistisse mais, teríamos estragado a noite! 



Moral da história:

Esse fato foi contado por uma empresária, durante uma palestra sobre simplicidade no trabalho.
Ela usou a cena para ilustrar quanta energia nós gastamos apenas para demonstrar que temos razão, independentemente, de tê-la ou não.
Diante disso me pergunto:
'Quero ser feliz ou ter razão?'
E lembrei de um outro pensamento parecido, diz o seguinte:
“Nunca se justifique. Os amigos não precisam e os inimigos não acreditam."


quarta-feira, 8 de setembro de 2010

...Renato Russo...



Nunca deixe que lhe digam que não vale a pena
acreditar nos sonhos que se têem
ou que os seus planos nunca vão dar certo
ou que você nunca vais ser alguém...

sábado, 4 de setembro de 2010

Pode ser.

Pode ser a queda que traumatiza,
e pode ser o levantar que te torna mais forte.

Pode ser a pessoa que vai e nunca mais volta,
e pode ser a pessoa que foi sem nunca te deixar.

Pode ser que estilhace por dentro, pode ser que solidifique,
e pode ser que te surpreenda.

Pode ser a dura dor de uma vida perdida em um breve momento,
e pode ser a felicidade de um nascimento que dura a vida inteira.

Pode ser.
O pode ser que foi,
é o pode ser que é...